Chat now with support
Chat with Support

KACE Systems Management Appliance 10.0 Common Documents - Guia de administração

Sobre a Solução de gerenciamento de sistemas (SMA) KACE Introdução
Configuração do equipamento
Requisitos e especificações Ligue a solução e faça login no Console do administrador Acesso ao Console da linha de comando Acompanhamento das alterações de configuração Definição de configurações gerais dos níveis de sistema e de administrador Definição de configurações de data e hora da solução Ativar a autenticação de dois fatores para todos os usuários Verificação das configurações da porta, serviço NTP e acesso ao site Definição de configurações de rede e segurança Definição de configurações do agente Configuração do tempo limite da sessão e das definições de atualização automática. Definição das configurações de localidade Configuração do tema padrão Configuração de preferências de compartilhamento de dados Sobre requisitos de conformidade com o DIACAP Configuração do acesso a dispositivos móveis Ativação da troca rápida para organizações e soluções vinculadas Vinculação das soluções Quest KACE Definição de configurações do histórico
Configuração e uso de rótulos para gerenciar grupos de itens
Sobre rótulos Acompanhamento de alterações nas configurações de rótulos Gerenciamento de rótulos manuais Gerenciamento de rótulos inteligentes Gerenciamento de grupos de rótulos Gerenciamento de rótulos LDAP
Configuração de contas de usuário, autenticação do protocolo LDAP e SSO
Sobre contas de usuários e autenticação do usuário Sobre configurações de localidade Gerenciamento de contas do usuário no nível do sistema Gerenciamento de contas do usuário da organização Visualizar ou editar perfis de usuário Uso de um servidor do protocolo LDAP para autenticação do usuário Importação de usuários de um servidor do protocolo LDAP Sobre o login único (SSO) Ativação e desativação do login único Utilização do Active Directory para login único Configurar SAML para login único
Utilização de compartilhamentos de replicações Gerenciamento de credenciais Configuração de ativos
Sobre o componente Gerenciamento de ativos Usando o Painel de gerenciamento de ativos Sobre o gerenciamento de ativos Adição e personalização de Tipos de ativo e manutenção de informações de ativos Gerenciamento de ativos de software Gerenciamento de ativos físicos e lógicos Manutenção e uso das informações de ativos manuais Gerenciamento de locais Gerenciamento de contratos Gerenciar licenças Gerenciamento de registros de compra
Configuração de Conformidade com licenças Gerenciamento de Conformidade com licenças Configuração do Service desk Configurar a duração do cache em widgets do Service desk Criação e gerenciamento de organizações Importação e exportação de recursos da solução
Gerenciamento de inventário
Usar o painel inventário Uso da descoberta de dispositivo Gerenciamento do inventário de dispositivo
Sobre o gerenciamento de dispositivos Recursos disponíveis para cada método de gerenciamento de dispositivo Sobre as informações de inventário Rastreamento de alterações nas configurações do inventário Gerenciamento de informações de inventário Localização e gerenciamento de dispositivos Provisionamento do Agente do KACE SMA Implantação manual do Agente do KACE SMA
Obtenção de arquivos de instalação do agente Implantação manual do Agente do KACE SMA em dispositivos Windows Implantação e atualização manual do Agente do KACE SMA em dispositivos Linux Realização de operações do Agente em dispositivos Linux Implantação e atualização manual do Agente do KACE SMA em dispositivos Mac Realização de outras operações do agente em dispositivos Mac Exibição de informações coletadas pelo agente
Uso de gerenciamento sem Agente Adição manual de dispositivos no Console do administrador ou usando a API Forçar de atualizações do inventário Gerenciamento de dispositivos MIA Obtenção de informações de garantia da Dell
Gerenciamento de aplicativos na página Software Gerenciamento do inventário do catálogo de software
Sobre o catálogo de software Exibição de informações do Catálogo de software Adição de aplicativos ao Catálogo de software Gerenciamento dos Ativos de licença referentes aos aplicativos do Catálogo de software Associar instalações gerenciadas a software catalogado Uso da medição de software Uso do controle de aplicativos Atualização ou reinstalação do catálogo de software
Gerenciamento de processos, programas de inicialização e inventário de serviços Elaboração de regras de inventário personalizado
Implantação de pacotes em dispositivos gerenciados
Distribuição de software e uso do Wake-on-LAN Transmissão de alertas para dispositivos gerenciados Execução de scripts em dispositivos gerenciados
Sobre scripts Acompanhamento de alterações nas configurações de scripting Sobre scripts padrão Criação e edição de scripts Uso dos comandos Executar e Executar agora Sobre modelos da política de configuração Uso das políticas de configuração de Windows Uso das políticas de configuração do Mac OS X Edição de políticas e scripts Pesquisa de registros de script Exportação de scripts
Gerenciamento de perfis Mac Uso de cadeias de tarefas
Patch de dispositivos e manutenção de segurança
Sobre o gerenciamento de patches Inscrição e download de patches Criação e gerenciamento de cronogramas de patches Gerenciamento do inventário de patches Gerenciamento de dispositivos Dell e atualizações Manutenção da segurança do dispositivo e da solução
Teste da segurança de dispositivo
Sobre as verificações de segurança da OVAL Noções básicas sobre testes e definições da OVAL Sobre SCAP Sobre os parâmetros de comparação Como funciona uma verificação SCAP Edição de cronogramas de verificação de SCAP Sobre modelos da política de segurança Usar modelos de política de segurança baseados no Windows Usar modelos de política de segurança do Mac Resolver problemas de segurança do Windows que evitam provisionamento do Agente
Manutenção da segurança da solução
Uso de relatórios e cronogramas de notificações Monitoramento de servidores
Introdução ao monitoramento de servidor Trabalho com perfis de monitoramento Gerenciamento de monitoramento para dispositivos Trabalho com alertas
Uso do Service desk
Configuração do Service desk
Requisitos do sistema Sobre o Service desk Visão geral das tarefas de configuração Configuração de horário comercial e feriados do Service desk Configuração de Acordos de nível de serviço Configuração de filas de tíquetes do Service desk Configurações de tíquete Personalização da página inicial do Console do usuário Uso da pesquisa de satisfação Habilitação ou desabilitação da segurança para anexos do Service desk
Uso do Painel do Service desk Gerenciamento de tíquetes, processos e relatórios do Service Desk
Visão geral do ciclo de vida do tíquete do Service desk Criação de tíquetes no Console do administrador e no Console do usuário Criação e gerenciamento de tíquetes por e-mail Visualização de tíquetes e gerenciamento de comentários, trabalho e anexos Mesclar tíquetes Uso do processo de escalonamento de tíquete Uso de processos do Service desk Uso das Regras de tíquete Execução de relatórios do Service Desk Arquivamento, restauração e exclusão de tíquetes Gerenciamento da exclusão de tíquetes
Gerenciamento de filas de tíquetes do Service Desk Sobre artigos de Downloads do usuário e Base de conhecimento Personalização de configurações de tíquetes do Service Desk Configuração dos servidores SMTP para e-mail
Manutenção e solução de problemas
Manutenção da solução Solução de problemas do KACE SMA
Apêndices Glossário Sobre nós Avisos legais

Adicionar Ativos de licença para o inventário da página Software

Adicionar Ativos de licença para o inventário da página Software

Você pode criar Ativos de licença para rastrear informações para aplicações que exigem licenças.

Antes de criar Ativos de licença, você deve ter informações como o número de instalações ou estações permitidas pela licença, a chave do produto, o número da ordem de compra e qualquer outra informação que queira gerenciar no Ativo de licença.

NOTA: Para criar Ativos de licença para aplicativos no inventário da página Software, primeiro é necessário criar Ativos de software para esses aplicativos. Não é preciso criar Ativos de software para aplicativos no inventário da página Catálogo de software.

Se o componente Organização estiver ativado na solução, você poderá criar Ativos de licença para cada organização separadamente.

1.
Acesse a página Detalhe do ativo de licença:
a.
Faça login no Console do administrador do KACE SMA: https://KACE_SMA_hostname/admin. Ou, se a opção Mostrar menu da organização no cabeçalho administrativo estiver ativada nas Configurações gerais da solução, selecione uma organização na lista suspensa no canto superior direito da página, ao lado das informações de login.
Na barra de navegação esquerda, clique em Licenças. Selecione Escolher ação > Novo.
Na barra de navegação esquerda, clique em Inventário e em Catálogo de software. Clique no nome de um aplicativo. Na página Detalhes do catálogo de software, clique em Adicionar nova licença.
2.
Na página Detalhes de ativos de licença, na guia Geral, forneça as seguintes informações:

Opção

Descrição

Subtipo

O Subtipo de ativo para associar à licença. Consulte Sobre os Subtipos de ativo, campos personalizados e preferências de detalhe de dispositivo.

Status do ativo

O status da licença, se aplicável. Você pode selecionar um status de ativo padrão ou um personalizado (se existir). Uma instalação padrão do KACE SMA inclui os seguintes status de ativos:

Ativo: Qualquer ativo implantado, ativo ou em uso.
Descartado: Um ativo que não esteja mais disponível para uso.
Expirado: Uma licença de software ou ativo de contrato que tenha expirado.
Em estoque: Um ativo recebido recentemente.
Ausente: Qualquer ativo que não seja possível localizar.
Reparo: Um ativo que esteja sendo reparado.
Reservado: Um ativo que esteja reservado para uma pessoa ou uso específico.
Suspenso: Qualquer ativo que chegou ao fim de sua vida útil, ou que não esteja mais em uso.
Roubado: Um ativo que tenha sido denunciado como roubado.

Para obter mais informações, consulte Exibir e definir configurações do ciclo de vida de ativos.

Local

O nome do local onde o ativo está localizado. Consulte Gerenciamento de locais.

Nome

O nome da licença, como Office Professional OC #1234. Este é o nome que você usa para localizar o ativo. Se você pretende ter várias licenças associadas a um aplicativo, forneça o número de ordem de compra ou a data de compra nos campos abaixo para diferenciar as licenças.

Contagem de licenças

O número de instalações ou estações permitido pela licença. Por exemplo, 50.

Aplica-se ao software catalogado

Os aplicativos no inventário do Catálogo de software aos quais a licença se aplica. Você pode associar Ativos de licença a vários aplicativos no Catálogo de software, se necessário. No entanto, não é necessário associar um Ativo de licença com várias versões do mesmo aplicativo, pois a solução faz isso automaticamente para suportar upgrades e downgrades. Você pode simplesmente associar a versão atual com o Ativo de licença ao adicionar as informações da licença.

Além disso, se você atribuir aplicativos de diferentes fabricantes, como, por exemplo, Microsoft Office e Adobe Acrobat, para o mesmo Ativo de licença, o número total de assentos especificados no Ativo de licença é atribuído a cada aplicativo. Por exemplo, se o Ativo de licença possui 100 lugares, 100 lugares são atribuídos tanto para o Microsoft Office como para o Adobe Acrobat.

Aplica-se ao Software

Deixe este campo em branco. Uma licença de software não pode ser associada a aplicativos do inventário do Catálogo de software e do inventário da página Software ao mesmo tempo. Para mais informações sobre como criar ativos de licença para o software catalogado, consulte Adicionar Ativos de licença para o inventário da página Software.

Modo de licença

O modo do Ativo de licença. Em aplicações que exigem licenças, e para exibir informações sobre o uso de licença na página Conformidade com licenças, selecione Enterprise ou Licença de unidade.

NOTA: A maioria dos modos, incluindo Não especificado, Licenças de cliente, Assinatura, Shareware, Freeware, OpenSource, Sem licenciamento e Licença de site, não são usados para Conformidade com licenças.

O modo de licença é utilizado nestas seções do Console do administrador:

O gráfico de Conformidade com licenças exibido no Painel. Valores marcados como ignorados na página Detalhes do ativo são mostrados com um nível de uso de 100%. Consulte Sobre os widgets do painel.
3.
Clique em Avançar.
4.
Na página Detalhes de ativos de licença, na guia Compra, forneça as seguintes informações:

Opção

Descrição

Contrato

O ativo de contrato associado à licença.

Aplica-se ao software catalogado

Os aplicativos no inventário do Catálogo de software aos quais a licença se aplica. Você pode associar Ativos de licença a vários aplicativos no Catálogo de software, se necessário. No entanto, não é necessário associar um Ativo de licença com várias versões do mesmo aplicativo, pois a solução faz isso automaticamente para suportar upgrades e downgrades. Você pode simplesmente associar a versão atual com o Ativo de licença ao adicionar as informações da licença.

Além disso, se você atribuir aplicativos de diferentes fabricantes, como, por exemplo, Microsoft Office e Adobe Acrobat, para o mesmo Ativo de licença, o número total de assentos especificados no Ativo de licença é atribuído a cada aplicativo. Por exemplo, se o Ativo de licença possui 100 lugares, 100 lugares são atribuídos tanto para o Microsoft Office como para o Adobe Acrobat.

Chave do produto

A chave do produto associada à licença. Você pode modificar e editar as informações padrão, e capturá-las para um Tipo de licença do ativo.

Custo unitário

O custo unitário associado à licença. Você pode modificar e editar as informações padrão, e capturá-las para um Tipo de licença do ativo.

Fornecedor

O nome do Ativo de fornecedor que você deseja associar ao aplicativo. A lista suspensa Fornecedor estará vazia, a menos que você tenha adicionado um Ativo de fornecedor. Para procurar por fornecedores, comece a digitar na lista.

Número da ordem de compra

O número do pedido de compra associado à licença.

Data de compra

A data em que a compra foi realizada. Clique no campo e selecione a data no calendário.

Compra

Selecione um ou mais registros de compra associados a essa licença. Consulte Gerenciamento de registros de compra.

5.
Clique em Avançar.
6.
Na página Detalhes de ativos de licença, na guia Manutenção, forneça as seguintes informações:

Opção

Descrição

Inclui direitos de atualização

Indica se a licença inclui direitos de atualização. Direitos de atualização são a capacidade de fazer atualização para uma versão mais recente do software licenciado, quando essas versões estiverem disponíveis. Para obter mais informações, consulte Sobre os upgrades de licença. Selecione uma das seguintes opções:

Sim: Direitos de atualização são calculados comparando o número de licenças existentes do software selecionado com o número de licenças disponíveis para versões mais recentes do mesmo software.
Sim - Selecionar na lista: Escolha uma ou mais versões de software às quais você deseja conceder direitos de atualização. Em Lista de atualização de software, clique em Selecione o software catalogado a ser adicionado. A lista que aparece é preenchida com versões mais recentes do software selecionado para atualização. Quando você clica em uma entrada da lista, a seleção aparece na caixa Lista de atualização de software. Você pode adicionar uma ou mais versões, conforme a necessidade. Para excluir um item da lista, selecione-o na caixa Lista de atualização de software e clique em Remover.
Não: Se não quiser conceder direitos de atualização para o software selecionado, selecione essa opção.

Inclui manutenção

Se a licença permite aos usuários atualizar a versão instalada do aplicativo. Consulte Sobre a Conformidade com licenças para aplicativos do Catálogo de software.

Data de expiração

Se a licença inclui manutenção, a data de expiração do período de manutenção.

O recurso Conformidade com licenças do KACE SMA aproveita as informações do Catálogo de software, como, por exemplo, as datas de lançamento do aplicativo. Se novas versões de aplicativos forem lançadas durante o período de manutenção, elas são automaticamente cobertas por esse Ativo de licença.

Inclui direitos de downgrade

Indica se a licença inclui direitos de downgrade. Direitos de downgrade são a capacidade de aplicar licenças de versões mais recentes do software para versões mais antigas do mesmo software. Para obter mais informações, consulte Sobre downgrades de licença. Selecione uma das seguintes opções:

Sim: Direitos de downgrade são calculados comparando o número de licenças existentes do software selecionado com o número de licenças disponíveis para versões mais antigas do mesmo software.
Sim - Selecionar na lista: Escolha uma ou mais versões de software às quais você deseja conceder direitos de downgrade. Em Lista de downgrade de software, clique em Selecione o software catalogado a ser adicionado. A lista que aparece é preenchida com versões mais antigas do software selecionado para downgrade. Quando você clica em uma entrada da lista, a seleção aparece na caixa Lista de downgrade de software. Você pode adicionar uma ou mais versões, conforme a necessidade. Para excluir um item da lista, selecione-o na caixa Lista de downgrade de software e clique em Remover.
Não: Se não quiser conceder direitos de downgrade para o software selecionado, selecione essa opção.
7.
Clique em Avançar.
8.
Na página Detalhes de ativos de licença, na guia Relacionado, forneça as seguintes informações:

Opção

Descrição

Departamento

O grupo de negócios ou um departamento que possui o aplicativo.

Centro de custos

O centro de custo associado ao departamento proprietário do aplicativo.

Aprovado para dispositivo

Os dispositivos aprovados para usar a licença. Estas informações são usadas na emissão de Relatório de conformidade com licenças. Por exemplo, dispositivos com o aplicativo instalado, mas que não estejam na lista de dispositivos aprovados, serão listados no relatório Instalação de software não aprovada. Entretanto, o KACE SMA não impõe a conformidade com licenças. Por exemplo, a solução não impede a instalação de aplicativos em dispositivos gerenciados, caso uma licença tenha expirado ou esteja fora de conformidade por qualquer outro motivo.

Códigos de barra

Adicione ou edite códigos de barra associados a essa licença, conforme necessário. Para obter mais informações, consulte Adição de códigos de barras para ativos.

9.
Clique em Avançar.
10.
Na página Detalhes de ativos de licença, na guia Personalizado, forneça dados personalizados adicionais. É possível modificar o tipo de ativo de licença para incluir a quantidade de campos necessária para atender aos objetivos de negócios. Para obter mais informações, consulte Adição ou personalização de Tipos de ativo.
11.
Clique em Avançar.
12.
Na página Detalhes de ativos de licença, na guia Notas, forneça as seguintes informações:

Opção

Descrição

Notas

Qualquer informação que você queira acrescentar.

Texto de licença

Qualquer informação suplementar sobre a licença, como, por exemplo, um número de licença.

13.
Clique em Salvar.

O novo ativo de licença aparecerá na página Licenças. O número da Contagem de licença não se altera a menos que você atualize o ativo. No entanto, o número na coluna Instalado muda quando dispositivos gerenciados que têm o software instalado fazem check-in na solução. Isso permite controlar o número de licenças que foram adquiridas e instaladas.

Importação de dados de licença em arquivos CSV

Importação de dados de licença em arquivos CSV

Se os dados de licença estiverem em uma planilha, você pode exportá-los em formato CSV (valor separado por vírgula) e importá-los para o KACE SMA. Você também pode usar um editor de texto para criar um arquivo CSV que contenha os dados para então importá-lo.

Se o arquivo CSV contém novos ativos para os Tipos de ativo que você definiu, os novos ativos são adicionados automaticamente.

Como as informações de ativos são manipuladas durante a importação

Como as informações de ativos são manipuladas durante a importação

Quando as informações de ativos são importadas, a solução compara as novas informações com informações existentes para determinar como lidar com elas.

Se as informações forem novas, existentes ou estiverem duplicadas, a solução realizará estas ações:

Cria o ativo: Se o valor de Chave primária não corresponder a um valor existente, o ativo será criado.
Atualiza o ativo: Se o valor de Chave primária corresponder a um valor existente, as informações do ativo serão atualizadas.
Marca o ativo como duplicado: Os ativos são marcados como duplicados se múltiplos registros para o Tipo de ativo corresponderem ao valor do campo CSV escolhido como a Chave primária, OU se múltiplos registros corresponderem ao ativo associado. Registros duplicados não são importados.

Importação de dados de ativo usando arquivos CSV

Importação de dados de ativo usando arquivos CSV

Você pode importar dados de ativo, como dados de licença de software, usando arquivos CSV (comma separated value, valor separado por vírgula).

Preparação dos dados de ativos antes da importação

Verifique se os dados de ativos estão apropriados e com a formatação correta antes de importá-los.

3.
Os Tipos de ativo incluem campos padrão como Nome do ativo, Número da ordem de compra e Fornecedor, mas você pode adicionar campos personalizados de ativos se necessário. Consulte Sobre a adição e exclusão de campos de ativos.
Exemplo: Importação dos dados da licença de planilhas preparadas

Você pode importar dados de licença de arquivos CSV preparados.

Este exemplo descreve como importar Ativos de licença para o inventário do Catálogo de software, seja como uma importação única ou uma importação programada que usa um arquivo de um compartilhamento de rede. O exemplo mostra apenas os campos necessários para a importação do Ativo de licença. Você pode adicionar mais arquivos, como, por exemplo, custo unitário, fabricantes, chaves de produto, etc., para atender às suas necessidades de gestão das informações.

Se você deseja atribuir os ativos importados a um Subtipo de ativo, adicione o subtipo antes de importar os ativos. Consulte Adicionar Subtipos de ativos e selecionar as preferências da página Detalhes do dispositivo.

Nome do ativo

Contagem de licenças

Modo de licença

Inclui manutenção

Aplica-se ao Catálogo de software

Título de software 1

100

Empresarial

Sim

Título de software 1

Título de software 2

150

Empresarial

Sim

Título de software 2

Título de software 3

200

Empresarial

Sim

Título de software 3

Título de software 4

500

Empresarial

Sim

Título de software 4

Os valores em cada coluna são separados por vírgulas. Por exemplo: Título do software 1,100,Enterprise,Sim,Título do software 1
4.
Acesse a página Carregar arquivo na seção Importação de ativos:
a.
Faça login no Console do administrador do KACE SMA: https://KACE_SMA_hostname/admin. Ou, se a opção Mostrar menu da organização no cabeçalho administrativo estiver ativada nas Configurações gerais da solução, selecione uma organização na lista suspensa no canto superior direito da página, ao lado das informações de login.
b.
Na barra de navegação esquerda, clique em Gerenciamento de ativos e em Importação de ativos.
5.
No assistente Importar ativos, selecione uma das opções a seguir:

Opção

Descrição

Upload de arquivo CSV de Importação de ativos

Selecione esta opção para concluir uma única importação de ativo de um arquivo CSV. Depois, clique em Procurar ou Escolher arquivo, e selecione o arquivo CSV.

Agendar uma importação de ativo

Selecione esta opção para executar a importação de vários ativos de um arquivo CSV localizado em uma unidade de rede, em intervalos de tempo selecionados. Depois forneça as seguintes informações:

Samba: Selecione esta opção para acessar o arquivo usando o protocolo Samba e forneça estas informações:
Insira o caminho UNC para o Samba Share: Digite o caminho do diretório para o arquivo CSV.
FTP: Selecione esta opção para acessar o arquivo em um servidor FTP e forneça estas informações:
Insira o nome de host ou o endereço IP do servidor FTP: O nome de host ou endereço IP do servidor FTP.
Insira o subdiretório de FTP se houver um: Digite o caminho do diretório para o arquivo CSV no servidor FTP.
FTP seguro: Selecione esta opção para acessar o arquivo em um servidor FTP seguro e forneça estas informações:
Insira o nome do host ou endereço IP do servidor FTP seguro: Digite o nome de host ou endereço IP do servidor FTP seguro.
Insira o caminho completo do SFTP:: Digite o caminho do diretório para o arquivo CSV no servidor FTP seguro.
Nome do arquivo CSV de importação de ativos: Digite o nome do arquivo CSV que você quer importar.
Credenciais: Selecione a credencial que você deseja usar para acessar o recurso de rede especificado. Todas as credenciais definidas na solução aparecem na lista. Para obter mais informações, consulte Gerenciamento de credenciais.
7.
Somente importações de ativos agendadas. Na página Agendamento de seleção de importação de ativos que aparece, crie um cronograma para importar o arquivo CSV.
a.
No campo Nome do agendamento de importação de ativos, digite o nome que deseja atribuir a este agendamento.
b.
Selecione Ativar agendamento de ativos.
c.
Na seção Agendar, especifique o agendamento da importação, conforme necessário.

Opção

Descrição

Nenhum

Executa em combinação com um evento, não em uma data ou uma hora específica.

A cada n horas

Executa em intervalo especificado.

Todo dia/dia específico às HH:MM

Executa diariamente em horário especificado, ou em determinado dia da semana em horário especificado.

Executar no n dia de cada mês/mês específico às HH:MM

Executa na data e hora especificadas todo mês ou em determinado mês.

Executar no n dia da semana de cada mês/mês específico às HH:MM

Executar no dia da semana específico de cada mês, ou em um determinado mês, no horário especificado.

Personalizado

Executa de acordo com cronograma personalizado.

Use o formato cron padrão de cinco campos (o formato cron estendido não tem suporte):

Use o seguinte ao especificar valores:

Espaços ( ): Separa cada campo com um espaço.
Asteriscos (*): Inclua toda a faixa de valores em um campo com um asterisco. Por exemplo, um asterisco no campo de hora indica cada hora.
Vírgulas (,): Separa vários valores em um campo com uma vírgula. Por exemplo, 0,6 no campo do dia da semana indica domingo e sábado.
Hifens (-): Indica uma faixa de valores em um campo com um hífen. Por exemplo, 1-5 no campo do dia da semana é equivalente a 1,2,3,4,5, que indica segunda-feira a sexta-feira.
Barras (/): Especifica os intervalos em relação aos quais uma ação deve ser repetida com uma barra. Por exemplo, */3 no campo de hora é equivalente a 0,3,6,9,12,15,18,21. O asterisco (*) especifica cada hora, mas /3 restringe para horas divisíveis por 3.

Exemplos:

8.
Na página Seleção de tipo de ativo exibida, siga estas etapas:
a.
Na lista suspensa Tipo de ativo, selecione Licença.
b.
Na lista suspensa Subtipo de ativo, selecione Produtividade.
NOTA: Neste exemplo, o Subtipo de ativo, Produtividade, foi adicionado ao Tipo de ativo de licença. A lista suspensa Subtipo estará vazia se você ainda não adicionou subtipos para o tipo de ativo de licença. Durante a importação, todos os ativos são atribuídos ao subtipo selecionado.
c.
Clique em Avançar.
A página Mapeamento será exibida.
9.
Na lista suspensa Campos CSV, selecione os campos que correspondem aos Campos padrão necessários e Campos de ativo necessários da solução. O mapeamento desses campos depende do conteúdo do seu arquivo CSV e do Tipo de ativo. Nessa seção, por exemplo, use os seguintes valores:
Localização=Localização
Status do ativo= Status do ativo
Contagem de licenças=Contagem de licenças
Aplica-se a software catalogado=Catálogo de software
10.
Marque a caixa de seleção PK ao lado do campo Nome do ativo.
11.
Se os ativos sendo importados utilizar códigos de barra, na área Campos de código de barras, indique como você deseja importar os códigos de barra.

Opção

Descrição

Atualizar códigos de barras do ativo com

Verifique se os códigos de barra fornecidos nessa área já existem; em caso positivo, atualize-os. Em caso negativo, eles serão criados para os ativos especificados.

Substituir todos os códigos de barras do ativo com

Substitua os códigos de barra existentes pelos códigos de barra especificados.

Dados do código de barras

O campo no arquivo CSV que contém o código de barras. Só pode haver um código de barras do mesmo tipo por ativo.

Nome do código de barras

O campo no arquivo CSV que contém a etiqueta do código de barras. Os números do código de barras são sempre exclusivos e não podem ser compartilhados entre vários ativos. No entanto, é possível que um ativo habilitado compartilhe um código de barras com um ativo arquivado.

Formato do código de barras

O campo no arquivo CSV que contém o formato do código de barras. Por exemplo, UPC-A, Código 11 ou UPC-E.

12.
Clique em Visualizar para verificar os dados na página Confirmação.
13.
Somente importações únicas. Realize as seguintes etapas.
a.
Clique em Importar para concluir o processo de importação.
A página Resultado para importação de ativo será exibida.
b.
Clique em Concluir para voltar à página Ativos.
14.
Somente importações agendadas. Siga umas das seguintes etapas:
Clique em Salvar para salvar a importação agendada recém-criada. A página de lista Importar ativos é exibida, mostrando a entrada da importação agendada na lista.
Clique em Executar agora para importar ativos do arquivo CSV e salvar suas configurações de importação agendada.
A página de lista Importar ativos é exibida.

Ao concluir a importação, os ativos são exibidos na lista Ativos. Se os títulos do software corresponderem aos títulos no inventário do Catálogo de software, os ativos estão associados aos itens de inventário e você pode vê-los na página Detalhes do catálogo de software dos itens.

Related Documents